Dono e funcionário de empresa de caiaque são indiciados pela morte por afogamento de jovem, em Juazeiro

Dono e funcionário de empresa de caiaque são indiciados pela morte por afogamento de jovem, em Juazeiro
O caso ocorreu no dia 7 de setembro, nas proximidades da Ilha do Fogo. adicionada no dia 09/10/2018 10:38h

A Polícia Civil de Juazeiro já concluiu o inquérito que investigava a morte por afogamento do estudante Diogo Lira Ferreira, 16 anos, ocorrida no feriado de 7 de setembro nas águas do Rio São Francisco, na  Orla II de Juazeiro. Familiares e amigos, acusam os proprietários e um funcionário da empresa Caiaques do Vale, de ter responsabilidade no afogamento do estudante.

De acordo com informações do portal Preto no Branco, a delegada Adelina Araújo, que comandou o inquérito policial, informou que “o inquérito foi concluído e encaminhando ao Ministério Público com indiciamento por Homicídio Culposo de Eduardo Jorge Meireles, dono da Caiaques do Vale e também do funcionário Ramos Neto Costa.”

Relembre o caso 

Segundo um amigo de Diogo, eles haviam alugado o caiaque neste dia e decidiram atravessar o rio em direção à Ilha do Fogo. Chegando ao local, encontram dois amigos, que teriam subido na embarcação. O amigo contou que o caiaque chegou a virar duas vezes, e que o funcionário da empresa, ao ver que a embarcação havia virado, teria utilizado outra embarcação para alcançar os jovens e, irritado com o excesso de passageiros e pelo tempo limite já excedido , obrigado que ele e Diogo entregassem os coletes e todos descessem da embarcação. O amigo conseguiu alcançar a margem, porém Diogo não.

 

(Com informações Preto no Branco). 

Topo